terça-feira, 10 de março de 2015

Um pássaro

Um pássaro veio me contar.
Um pássaro veio me abençoar.
Ele dizia que não tinha poesia,
mas só de chegar fez a cor do dia mudar.

Um pássaro veio me sorrir.
Um pássaro veio me colorir.
Trouxe o cinza da sua cidade,
pintou o céu com a sua verdade.

Ele não é daqui,
ele não é de lá.
A sua raiz precisa resgatar.
A sua terra será bem-vinda ao retornar.
E eu torço pra esse teu vôo bonito chegar.

Um pássaro veio me cantar.
Um pássaro veio me alegrar.
Virou radiola, trouxe música e paz.
Trouxe companhia e muito mais.

Tão longe, tão perto.
De meio louco parece tão certo.
Mas não tem nada não...
nem pegou na minha mão.

Faremos os dias como puder,
Sr. pássaro.
Fiquemos bem, como Deus quer.


Olho teu vôo daqui, tu me olha daí.
Quem sabe um dia...

A gente vai se encontrar.
E as nossas cores, a bagunçar.
Nosso sotaque a se misturar.
E a poesia nos usará.

Quem sabe um dia?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vai, deixe sua pegada por aqui.;)