domingo, 25 de agosto de 2013

O que não sei dizer.

De repente surge um


                  hiato.


Hiato quase poético.
Quase bonito.
Quase feliz.

Na maresia trazida pelos pensamentos
eis que surge um


hiato


.

Desculpa não sei dizer.
Não sei como explicar.
O que se diz sobre um vazio bem no meio de algo que você nem sabe o que é?
Imagina:
Uma confusão.
Tudo embaçado, leve, mas embaçado.
De repente...

O que?


Hiato.


Como se fala sobre isso?
Como se pensa sobre isso?
O que é isso?

E de repente você pensa:
"Que me devolva inteira."
Quero voltar inteira.

E tem como voltar menor?
E tem como sair menor de um encontro?
E tem como sair menor de um vazio?

E meu hiato assim se preencheu.
Continuou sendo um hiato.
Mas agora eu nem reparava mais que em volta estava tudo embaçado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vai, deixe sua pegada por aqui.;)