quarta-feira, 6 de junho de 2012

Dois sorrisos.

O amor é para se guardar num potinho.
De inho em inho, quis tê-lo sempre bem pertinho.
Quis guardá-lo para não envelhecer e embrutecer nossa pureza.
Pois era no nosso amor que nos tornávamos príncipe e princesa.

Os ponteiros se aceleravam e os calendarios se completavam.
Os anos passando e nós ainda nos completando.
Era para ser amor de flime?Talvez.
Mas quanto mais o tempo passava, mais queria tudo outra vez.

Fomos crescendo e mudando, crescendo e aprimorando.
Teus sonhos eu apoiava, com meus sonhos você se ecantava.
Os sorrisos ainda brotavam como uma nascente num deserto.
Inesperado, esperançoso.Por qual motivo?Não sei ao certo.

"As sete cartas do tarot são suas e os 10 destinos mais prováveis são meus".
Era o que você cantava, sempre.Mas as poucos fui acreditando que seu destino era só seu.
Meus caminhos já não me levavam mais a você, meus sorrisos estavam sempre de passagem junto comigo.
E quando consegui respirar, olhei em volta e não sentia mais você.Mas meu pensamento estava contigo.

E no maior dia da minha vida você apareceu.
Atendeu meu convite meio sem esperança, e fez tudo fazer sentido.
O tempo, a vida, o sentimento, nós.

Foi então assim, que entendi.
O segredo do nosso sentimento era esse.
Amizade que virou amor, depois era amor que não poderia sobreviver sem amizade.

E com um bouqet de rosas e seu único cravo, cantou para mim:
"Você me completa amor e sabe que o meu sonho só é sonho por que..."
E nossas vidas então compreenderam que deveriam ficar juntas, enfim.


*Música mensionada: Dois sorrisos-Leoni e Móveis Coloniais de acaju.

2 comentários:

Vai, deixe sua pegada por aqui.;)