sexta-feira, 27 de abril de 2012

Sobre pertencer.


Passar pelo mundo sem notá-lo é tão triste.Bom mesmo é passar observando a sua volta, sentindo as pessoas, sentindo-se parte, realmente pertencente aquele momento. Compartilhar as relações mais simples, como quem olha o tempo não como momento de produção mas como momento de criação.Vamos criar novos sorrisos, novas amizades, novas relações.Afinal.tem coisa mais importante do que mudar a o dia de alguém em um segundo?Ainda mais espontaneamente?Ah...Reclame menos e viva mais..
A vida não é apenas arrependimento.A vida é uma colcha de retalhos onde nossas emoções são as linhas que une o que se viveu, é o que distingue o foi bom e ruim mas os entrelaçando.Ser mais participativo na vida, significa dar-se motivos para sorrir ou invés de esperar acontecer.Ame pelo simples sentido de amar.Pois é amando cada segundo, ao menos buscando esse amor a cada instante que quem sabe assim ele virá.Olha que não digo amor, de casal não.Eu falo de amor como o sentimento máximo entre qualquer ser, aquele sentimento que nos faz repensar sobre nós mesmo e sobre como queremos construir o mundo, é olhar pro outro com menos diferença e mais sensibilidade.E quando se perguntar se deveria estar em algum lugar pense: meu lugar de pertencimento começa a partir do que eu mesmo penso, do que faço de mim e dos meus pensamentos.E quando abrir os olhos se sentirá em casa.

*Complementar ao Sem-nome.

2 comentários:

  1. Muito bonito, mesmo.

    Sou a favor dessa máxima: nosso lugar é onde estamos. Nosso amor é o que criamos.

    :)

    ResponderExcluir
  2. Realmente é muito ruim passar pela vida despercebida, sem aproveitar ao máximo cada momento. A vida é tão bonita, mesmo que esteja cheia de armadilhas para nos fazer pensar em desistir, de qualquer forma, ela é maravilhosa para quem sabe aproveitá-la.

    Lindo texto.
    Beijos,
    Monique <3
    http://www.secretsofalittlegirl.com/

    ResponderExcluir

Vai, deixe sua pegada por aqui.;)