sexta-feira, 6 de maio de 2011

Moça Bonita.

Moça bonita dos olhos repletos de sinceridade e mistério.Como podes sorrir guardando um suspiro de dor neles?Janelas da alma, com certeza.Me confundem, me inibem, me desconcertam, me confortam, me instigam.Te conhecer mais, te querer mais, te cuidar melhor.
Gosto de todos os teus sorrisos até quando não queres sorrir e faz de provocação, mas o meu preferido é aquele que transparece no olhar.Sei da tua alegria antes de focar teus lábios, ilumina de dentro pra fora quase uma "Namastê" , diretamente da sua alma para a minha.Como podes?
E tua voz?Ao acordar pareces outra pessoa, outra forma de ser linda, como só tu sabes fazer.Quando ri desafina, muda o tom ...Minha cantora predileta quando calada.Sem aula de voz, sem dom divino, apenas minha rouca quando dorme mal, minha gralhada preferida quando descontrola no riso.
Posso rir só de lembrar do teu riso fora de hora, sem nexo, sem fim.Gargalhada gostosa de criança, gosto disso.Menina sempre, riso sem vergonha, sem pensar, sem regrar tua espontaneidade, sem se prender, sem se perder.Por bobagem, por consideração, por educação.Cada riso uma história, uma palavra não dita, tens isso bem definido.Até na Internet cada forma de riso tem um porquê, uma razão de ser e estar.Tens a capacidade de significar tudo e com isso me fazer entender e admirar ainda mais esse teu jeito.
Sentir tua boca....teu batom.Aquele que usas pra escrever tua boca na minha, para marcar toda a afeição na bochecha, para marcar minha audácia ao pensar que pudesse dormir na viagem e sair ileso.Que lábios... traduzem desejos, transmitem amor.Não por favor ...não mordas...ou é nervosismo ou é sedução.Sabes que meu ponto fraco está na tua alma, mas não duvide, não instigue..não provoques.Sou um homem apaixonado, submerso em amor tenha piedade de mim.
Em pensar nas tuas pernas quando cruzadas cruzam minha mente.Ou como moça meiga e delicada, ou como mulher decidia e fatal.Tuas pernas...essas que quando te levam para longe de mim me trazem uma saudade sem tamanho.As mesmas que confundidas com as minhas sempre me fizeram sentir-me em casa, como se ali fosse meu lugar, junto a ti.Não entendo como mesmo paradas te fazem correr para mim, para meus braços para minha proteção.Mas adoro quando corres e faz o vento trazer teu perfume, que é de tamanha leveza que flutuo até os melhores momentos nossos tantos passados quanto futuros.Mas detesto quando a mesma a mantém parada , estática diante do medo não a deixando chegar a mim e mesmo quando me aproximo parece que criastes uma barreira.Mas confio na tua coragem que mesmo quando tremem você consegue prosseguir, que orgulho!
Pequena, não chores, por favor, não mergulhe teus olhos nessa água salgada com gosto de desmerecimento- eu sei que estás pensando isso.Aceite isso tudo apenas como um amor que eu construi com você, tudo que eu sinto foi por que você me deu motivos.Quando acordar já terei partido e peço pra não se esquecer do nossos planos, dos teus anseios e quereres mais profundos.Te deixo nesse momento com teus sonhos de menina e prazeres de mulher.
Pois bem meu bem continue assim bonita como és, no teu jeito mais puro e verdadeiro que só você sabe ser.

Com todo meu carinho e respeito, seu amor- todo seu.



*Primeira vez que escrevo de homem para mulher espero que gostem.=X

3 comentários:

  1. UOL, amei esse texto, ficou simplesmente perfeito *-*

    bjus =*

    ResponderExcluir
  2. Olá eu sou do blog

    http://www.felipesali.com

    Aceita parceria de link´s? Curti seu blog

    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Ficou lindo, minha bah.rbie :)
    E, não é por nada não, mas se você dissesse que ganhou de alguém isso, eu acreditaria.

    Especialmente pelo Namastê e pelos detalhes... Eu enxerguei uma Bárbara nisso tudo. E eu tenho certeza que um dia um cara, com caráter de príncipe, vai perguntar se você se descreveu aí, hihi.

    perfecto.

    ResponderExcluir

Vai, deixe sua pegada por aqui.;)