quarta-feira, 20 de abril de 2011

Sobre o outro.

O fechar dos olhos, o abrir de um novo mundo.
O esquecimento do passado, a cautela com o presente.
O peito aberto, a alma fechada.
Quem descobre o outro sem o conhecer?
Quem gosta de alguém sem se interessar pela pessoa?
Pelo que faz o coração pulsar mais forte e a alma vibrar de emoção?
Os segredos não mais sagrados dividem mundos, tempos, memórias.
Se o olhar estiver mais frio talvez talvez seja carência de calor no coração.
Uma vez disseram que o mais difícil de se amar é quem mais precisa.
Pois é, eu acredito nisso.

2 comentários:

  1. Às vezes também fica difícil se abrir. Se permitir. Se amar.

    Lindo, lindo, minha bah.rbiezinha!
    Morro de saudade de você, te amo mt mt

    ResponderExcluir
  2. Obrigada por dizer que minhas aparições no blogger são boas! Só não apareço mais porque parece que estou com um bloqueio, não sai texto nenhum..


    É complicado esquecer o passado, se abrir para o presente e nunca é fácil amar. E diferente de muitas outras coisas, amar pela segunda vez costuma ser bem mais difícil do que a primeira.. é difícil se permitir.
    Tá lindo o que você escreveu, Bá!
    Um beijo e fica com Deus.

    ResponderExcluir

Vai, deixe sua pegada por aqui.;)