quarta-feira, 22 de setembro de 2010

De uma verdade invisível.

Sr. Plínio de Arruda Sampaio,
Eu não sei se não entende o quanto a educação e a cultura desse país está precária.E que falar que o Real está errado e que a economia também, está fora da noção de pelo menos 70% da população( chute meu, mas acredito estar bem real).Será que não percebe que teu discurso é forte e incisivo, mas não vai atingir a quem precisa ser atingido?Olha, tuas propostas são revolucionárias poderiam realmente fazer o Brasil virar o jogo, mas será que tens força o suficiente para mudar toda uma história política?Sinto lhe informar, mas o presidente é apenas quem dá a cara a tapa, mas quem realmente faz são os poderes legislativo, executivo, judiciários todos juntos e o senhor é uma pequena peça executiva.
Não adianta estar cheio de vontade e ideias, mas não ter apoio dentro do seu próprio país, inclusive fora dele.Na situação em que estamos se alguma revolução ideológica acontecesse em todo o país, ainda sim não conseguiria de fato, mudar a sua postura, a sua visão (como Estado, não como nação) .Por isso tudo candidato, peço que use seus discursos para tentar esclarecer e não para falar um monte de coisas totalmente fora do alcance da população.Sei que você sente que não vai ganhar, mas não adote essa postura de simplesmente insistir na mesma ideia e abordá-la da mesma forma.Aproveite essa oportunidade, em que muitos olhos estão te observando e busque formas de ser ouvido, pois agora pode não funcionar mas você pode ganhar, sim, espaço para ser cada vez mais ouvido e apoiado e quem sabe num outro momento ser eleito?Mesmo que não seja a presidência, mas só em estar no meio já faria diferença.
Na verdade sabe o que é mesmo?É que eu preciso votar e tenho que aprender agora sobre as "políticas da vida" queria poder contar com o senhor...Mas é difícil sabendo que vai estar lá sozinho e propondo uma postura que soará como um afrontamento a outros países, saindo da nossa "Zona pacífica" da qual me orgulho tanto.Sei que devemos levantar a cabeça para perder essa face de medo, que parecemos ter ao enfrentar nossas idéias e nossos problemas.Mas eu não posso fechar os olhos para esse tanto de gente que não enxerga de verdade nossa realidade, nossos problemas, muito menos enxergar as verdadeiras soluções.Mas esteja ciente que mesmo não permanecendo ao seu lado, vou tentar lutar pelo que eu vejo e acho melhor.Não quero ser uma utópica de contos de fadas, quero apenas saber que nosso país tem, sim, chances de mudar e lutar por isso.
Com todo respeito, Bárbara.

4 comentários:

  1. adorei o jeito que coloca suas ideias, e acho que se todos esses textos que escrevemos para os politicos eles chegassem a ver, acredito que parariam pra pensar um pouco.

    ResponderExcluir
  2. que blog mais lindo *--*
    Estamos te convidando para fazer parte do novo projeto : O poder das palavras !!!!
    Dê uma visita, precisamos de membros para começarmos as edições .. Participe ;) *----*
    oopoderdaspalavras.blogspot.com

    Beiiiiiiiiiiiijos e obrigado !

    ResponderExcluir
  3. Seu blog é lindo, e você escreve bem, mas eu, sinceramente, não sou muito chegada à política.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  4. Queria poder acreditar em Plínio, porém, acho que não. Preferia que o PSOL tivesse apoiadoa candidatura de Heloísa Helena. Ainda bem que não, por que ficaria na dúvida de Marina e Heloísa. Sou Marineiro convícto, mas parabéns pela participação no BLQ. Muito bom saber da sua visão política.

    ResponderExcluir

Vai, deixe sua pegada por aqui.;)