domingo, 21 de fevereiro de 2010

Assim sou.

Sinceramente acredito que sou de verdade apenas meus defeitos.
Minha boas qualidades são uma farsa, são apenas o que eu gostaria de ser ou como gosto de me encarar frente ao espelho.
Percebo isso pela facilidade de firmar um não e desistir de um sim.
Mas quer saber está na hora de mudar.
Deixar de fazer as coisas pela metade, encarar o sonho de uma vida como um pesadelo.
Mas sabe o que não muda mesmo no meio disso tudo?
O sorriso.
Esse não muda, faça chuva ou faça sol.
É ele que carrego como uma flor em meu peito que no auge da felicidade está bem viva e cheirando encantadoramente bem ou que na tristeza vai murchando mas não desistindo de ser flor.Não desistindo de sorrir.
Já não sei mais o que sou entre sinceros defeitos e qualidades imaginárias e um sorriso quase que eterno.Quem sabe nele esteja de fato a verdade sobre quem sou.Ou não.

Um comentário:

  1. QUE LINDO BAANNER!

    Amor, você não sabe a falta GIGANTE que me faz... Eu preciso tanto do teu consolo, tanto! :/

    E amei teu texto, faço de umas partes dele, as minhas (especialmente sobre a hora de mudar e tal). E suas qualidades jamais que são imaginárias, rs.


    eu te amo, minha Bah.rbie!
    demais, mesmo.
    e sinto sua falta.

    ResponderExcluir

Vai, deixe sua pegada por aqui.;)