terça-feira, 26 de janeiro de 2010

A conta de um conto sem muito encanto enquanto por aqui conto meus desencantos...

No espelho das lembranças ela via seu reinado sem rei nem rainha.Via uma guerreira escondida em algum lugar entre tantos medos, tanta personalidade e pouca coragem.É chato ver que não se é corajosa o bastante, mas sabe que tem a coragem rara aquela que não perde nunca vontade de viver e experimentar, mas necessita de coragem para dizer não, e assim dizer sim ao seu jeito de ser respeitando antes de tudo a si mesma. Mas independente de tudo aquele espelho mostra verdades boas que ela se orgulhava e verdades ruins que não esquecera nunca,desde o espelho comum se quebrou.
Quebrou pois não aguentou os pedidos insistentes e apelativos, pedidos que ela queria que fossem atendido por Deus mas acreditava que falando ali para si mesma refletida num azarento espelho, mudaria alguma coisa.Pois é não mudou, e os cacos ficaram no chão até que ela se cortou e sentiu na pele o quanto é ruim a insatisfação com o que se tem, a mão não alcançava os desejos mais distantes e mais ambiciosos, os pés não andavam na velocidadade que seu coração sonhava, os olhos não viam o que estava em volta, e a alma amava seu lugar simples e verdadeiro mas se esquecia disso constantemente.A dor do corte a fez desistir de sofrer, ela simplesmente desistiu de pensar nisso de gastar seu tempo e energia com isso.E desde então ela pensava quantas vezes fosse preciso, antes de se entregar a alguma pensamento idiota sobre si mesma ou sobre qualquer outra coisa.E desde então ela aprendeu na pele que a a dor é inevitável mas o sofrimento é opcional.Ela fez de amores grandes sonhos e de sonhos grandes planos e assim ela traçará seu futuro.Com cicatrizes nos pés de um passado nem sempre bom, com o espelho das lembranças sempre mostrando o que quanto se foi forte e também feliz mesmo com uns cacos pelos chão.Com uma coragem florescendo e sede pro viver ela vai seguir, vai continuar uma trilha nova todos os dias e aliás hoje ela tem o amor nas mãos e ao lado para caminhar junto.E aqueles tempos de vidros estilhaçados não voltarão mais agora é temporada das flores ,ela diria, e sabe que agora mais do que nunca que é feita de cor e luz.E ela vai iluminar e colorir tudo que encontrar, podes crer que ela vai sim!

Por mim!

Para:Blogueando.
Tema: A sua vida em um conto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vai, deixe sua pegada por aqui.;)