quarta-feira, 11 de março de 2009

Frieza de uma vida que não é minha.

"Não quero lhe falar meu grande amor
das coisas que aprendi nos discos
Quero lhe contar como eu vivi
e tudo que aconteceu comigo
viver é melhor que sonhar,
eu sei que o amor é uma coisa boa
Mas também sei que qualquer canto
é menor do que a vida de qualquer pessoa

[...]

Você me pergunta pela minha paixão
Digo que estou encantada com uma nova invenção
Eu vou ficar nesta cidade,não vou voltar pro sertão
Pois vejo vir vindo no vento o cheiro da nova estação
Eu sei de tudo na ferida viva do meu coração."


Minhas palavras são desnecessárias.
*_*

6 comentários:

  1. Ahhh, que lindo *-*

    As palavras são desnecessárias mesmo, as vezes.
    temos necessidade de atos, acho :D




    eu te amo mt mt, Bah.rbie ♥

    ResponderExcluir
  2. Lindo, lindo, lindo!
    Quanto tempo, hein. Bom, passei pra dizer que estou de volta com o blog e que te linkei lá, adoro ler seus textos :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. minha dor é perceber que apesar de termos feito tudo que fizemos, ainda somos os mesmos e vivemos, ainda somos os mesmos e vivemos como os nossos paaais (8)

    aah, minha babizinha (L)

    ResponderExcluir
  4. bonita musica !
    adooreii*

    brigada pela visita no meu blog,
    será sempre bem-vinda !
    bjinhos carinhosos .

    ResponderExcluir
  5. oi moça...vi se comentario no meu blog...desculpa não responder...tive q abandona-lo...mais estou de volta...

    besos

    ResponderExcluir

Vai, deixe sua pegada por aqui.;)