sábado, 27 de agosto de 2011

Aonde


Aonde guardei nossos dias?Aonde guardei nossas alegrias?Aondei guardei nossos sorrisos infantis e expressões tímidas quando não conseguiamos ainda enxergar tamanha amizade?Aonde vou estar quando lembrar de você não irá doer tanto?Aonde será que vou me encontrar quando estiver em paz comigo mesma e sentir que você está também?Aonde foi que perdi aquele contato que nos tornou tão fortes e tão eternos?Aonde foi que viver deixou de ser tão amargo?Em que lugar dessa estrada deixamos um entrar na vida do outro e se sentir honrado por isso?Em que lugar posso rezar por você sem te atrapalhar?Em que lugar será que vou superar o dia da tua partida?Em que lugar será que você está agora?
É...Escrever para você é sempre bom e sempre será.Com respostas ou não eu sei que a vida vai mostrando aos poucos e tua vida vai se perpetuando na vida de cada um que você cruzou o caminho.Sabes que eu sou simplesmente grata por tudo: cada detalhe, cada sorriso, cada confissão, cada chuva, cada abraço, cada conselho, cada sermão (mais meu do que seu, fato!), cada momento que passamos juntos que eu sempre fiz questão de lembrar e sentir, e agora reviver para sempre aqui dentro.Repito sempre: Fique em paz.Guarde de nós só o que for bom!É o jeito mais certo de ficarmos bem com nossas vidas.E nunca se esqueça eu te amo, eu e muitos que sentem até hoje tua partida.

Ao meu anjo,
Eduardo Machado.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Deixe viver.



Deixe essa história sair do coração e da nossa imaginação, do campo das iéias para a realidade.Nos permita viver essa relação,não há com o que se preocupar!As frustrações vem de experiências, mal vividas, mal resolvidas e eu não quero ser mais um desses- não me faça ser um desses.Não quero ter coragem, amor e sonho e simplesmente me privar daquilo que é simplesmente viver, por qualquer razão que não seja a minha.Não quero fechar os olhos e sentir algo que não seja todo esse amor.Não quero traçar planos que não se realizem junto aos seus.Não quero abrir os olhos e ver uma vida que não seja a que escolhemos, a que eu não escolhi para mim.Será que há algum pecado em confiar na sua própria educação, e na vida?Não fiz nenhuma grande besteira na minha vida a não ser não me entregar a algo real.E por agora é só isso que eu quero- viver o bem maior que deus poderia em dar: O amor, encarnado em você abrigado em mim.



"Acreditar em algo e não viver é desonesto." Mahatma Gandhi
Essa frase nunca fez tanto sentido quanto agora.